Quantcast
Economista vê urgência em acesso para Cruzeiro ter respiro financeiro - Desportos na Net Web Interstitial Ad Example
1 de Agosto, 2021

Desportos na Net

Sua dose de Desportos Diário!

Economista vê urgência em acesso para Cruzeiro ter respiro financeiro

4 min read
Por mais óbvio que pareça, regressar à Série A seria um grande passo para o Cruzeiro se recuperar financeiramente e amenizar a destruição causada por más...

Por mais óbvio que pareça, voltar à Série A seria uno extenso passada para o Cruzeiro se restaurar financeiramente e abrandar a destruição causada por más administrações passadas. Porém, o chegada precisa vir o mais rápido possível, de feição que o sociedade não complete mais uma período com receitas bem aquém das despesas e aumente a globo de neve de dívidas. Em entrevista ao Superesportes, o economista Cesar Grafietti, consultor do banco Itaú BBA, analisou o cenário vivido pela Raposa e considerou preocupante uma casual permanência na segunda divisão em 2022.
“A situação do Cruzeiro é bastante complexa. A mistério para a Série B acabou gerando uno problema gravíssimo que é a ausência de receitas. E aí o sociedade sofre duas vezes, pois perde a récipe de TV, e no ano em que podia acrescentar a bilheteria trazendo o torcedor para prado para empuxar o time de rotação à Série A, vem a pandemia e não tem apelação de bilheteria. O pior, isso acontece por dois anos seguidos. A situação do sociedade ficou mais difícil por operação disso”.

Ouça o podcast da entrevista de Cesar Grafietti ao Superesportes

Grafietti deu alguns caminhos para o Cruzeiro tolerar as perdas financeiras proporcionadas pela perenidade na Série B. “Reformar as dívidas, efectuar bons alongamentos, efectuar parcelamento com carência extenso, golpear custos a uno tema de depreender efectuar sobejar quantia para remunerar as dívidas. Depende bem da ginástica que a diretoria vai depreender efectuar para reorganizar o sociedade”.
Exemplos práticos são os acordos na Justiça do Lida com os jogadores Dodô, Dedé e Fred, que vão começfisionomia a recolher a começar de janeiro de 2022, com parcelas até o claro de 2026. Apenas a esses atletas, o sociedade haverá de remunerar mais de R$900 milénio por mês. Outra operação se refere à díbibiografia com a União, que caiu de R$334 milhões para menos de R$180 milhões após a transação tributária fechada em outubro de 2020. As 12 prestações iniciais giram em trono de R$350 milénio. A zarpar da 13ª, sobem para mais de R$1 milhão. O prazo totalidade é de 145 meses (12 anos).
Esses compromissos se regressarão inviáveis se o sociedade não voltar à Série A. Grafietti considerou especialmente o peso das receitas de TV, que caíram de R$102,5 milhões, em 2019, para R$40,3 milhões, em 2020. No comum, o faturamento líquido despencou de R$280,8 milhões para R$118,8 milhões. 
“Sendo prático, acho que não dá para encruzar mais do que essa período na Série B. Se o sociedade ficar na Série B em 2022, já começa a haver um tanto mais de complexidade além da que estamos vendo hoje. É imprescindível que o sociedade consiga retornar o quanto antes para velo menos restaurar as receitas de TV”.
Evento não consiga a promoção à escol vernáculo em 2021, o Cruzeiro teria que apostar na retomada dos ganhos com bilheteria em 2022, tão então a pandemia de COVID-19 seja controlada com vacinação em volume. Ainda assim, a opção funcionaria mais uma vez que uno paliativo, testemunhado que a miséria mesmo é de estar entre os melhores na escol vernáculo.
“Vamos discorrer que permaneça na Série B em 2022. Se tiver rotação de mecha e tudo mais, é uno afã que pode ser terminado para depreender restaurar e coadjuvar nessa reestruturação. Porém o sociedade tem urgência em retornar à Série A para readquirir boa parcela das receitas”, pontuou Cesar Grafietti.
Em seu balanço de 2020, o Cruzeiro informou haver uma díbibiografia totalidade de R$897 milhões. Na metodologia do Itaú BBA, o preço está considerado em R$662 milhões, pois foram excluídas várias provisões e reservas – ou seja, quanto a diretoria dedicação que alcatruzará com uma determinada obrigação (ex: passivos trabalhistas que podem encolher mediante harmonia).

“O balanço apresenta ativo e passivo, e muitos passivos são registros contábeis, sem pagamento em boceta. Há muitos adiamentos, registros e provisões. Quando a gente faz a análise dessas informações, estamos bem preocupados em alcançar o que o sociedade carecerá remunerar em quantia, o que sai do boceta, o que é de récipe, o que sai das contas”, explicou Grafietti.
“Fazemos essa diferenciação para divisar o volume autêntico do problema. Acaba ficando uma diferença bem extenso por operação desses registros. O Cruzeiro tem muitas provisões que podem reverter díbibiografia no porvir, porém não sabemos quando e nem por quanto”, complementou.

Nascente: https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/cruzeiro/2021/07/17/noticia_cruzeiro,3925588/economista-ve-urgencia-em-acesso-para-cruzeiro-ter-respiro-financeiro.shtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *