Quantcast
Economista diz que grande desafio de Menin é fazer o Atlético sustentável - Desportos na Net Web Interstitial Ad Example
2 de Agosto, 2021

Desportos na Net

Sua dose de Desportos Diário!

Economista diz que grande desafio de Menin é fazer o Atlético sustentável

3 min read
Nos últimos anos, o Atlético se tornou um grande player no mercado de contratações, buscando jogadores de renome, como o atacante Hulk e o meia Nacho...

Nos últimos anos, o Atlético se tornou único largo player no mercado de contratações, buscando jogadores de reputação, uma vez que o assaltante Hulk e o meia Nacho Fernandéz, e revelações, casos do ponteiro Marrony, de 22 anos, e do meio-campista patagónio Matías Zaracho, 23. Mas, o moeda para o investimento não veio dos cofres do associação, porém positivo de empréstimos do empresário Rubens Menin. Para o economista e consultor do Itaú BBA, Cesar Grafietti, o largo repto de Menin é executar o Galo rijo em vale e autossustentável, vivendo somente das suas receitas.
"É o largo risca do projeto do Atlético. Você só consegue transpor dessa cilada quando tiver único tamanho de receitas que é apto de remunerar sozinho as suas contas. Onde o projeto espera acabar? Na hora que o estádio estiver prestes. Aí você agrega mais receitas com bilheteria, sócio-torcedor, possuir mais conquistas que te permitam alongar a récipe variável de premiação e de TV, eventualmente vendendo jogadores, melhorando a gestão de publicidade", disse o economista. 

Em abril deste ano, o Atlético já tinha R$ 330 milhões em dívidas com Rubens Menin. O empresário disse que não cobrará juros e consentirá que o acerto seja acabado quando o associação tiver condições. Com ventura estimada em mais de R$ 9,5 bilhões, semelhante erecção da examinação Forbes, Menin é possuinte de único conglomerado que inclui o banco Inter, a construtora MRV, o ducto CNN Brasil e a rádio Itatiaia, entre outros.
Para Cesar Grafietti, o rente de negócios da Redondel MRV é bastante arrojado. O associação tem o objetivo de comparecer a 100 milénio sócio-torcedores em 2022 e solevar R$ 100 milhões com bilheterias e comércio durante os jogos a começar de 2023. O estádio tem previsão de permanecer prestes em outubro de 2022.
"É único risca porque o estádio a gente sabe que todo rente de negócios tem uma teoria do que vai suceder, porém posteriormente de prestes o projeto constantemente tem ajustes. Olhando uma vez que referência  os estádios de Corinthians e Palmeiras, especificamente, a gente sabe que os custos acabam ficando constantemente bem ascendentes do que projetados e a bilheteria fica bem mais rosto. A gente precisa observar uma vez que o torcedor vai enfrentar, por exemplo, transpor de único dispêndio de R$ 15 no Mineirão, no Independência, para único dispêndio de R$ 50, R$ 60. É o que faz a cômputo encerrar nos números que o associação apresentou recentemente. Tem que atrair o torcedor disso", frisou.
Com díbibiografia totalidade de R$ 1,209 bilhão, o Atlético pretende diminui-la para R$ 341 milhões até 2026. Entre 2019 e 2020, o débito atleticano aumentou em R$ 462 milhões. Para Grafietti, o risca do associação é não compreender executar o estádio abarbar seu potencial e baldar os planos de se sustentar com subida arrecadação e com moeda para investir no futebol.
"O associação trabalha com a teoria de que vai possuir muitos shows no estádio, porém vai possuir que separar com o Mineirão e quando tem concorrência o preço cai. Acho que único dos riscos do projeto é o produto do efeito prático do estádio nas contas do associação. E quando você tenta apurar a aptidão do elenco, uma vez que já aconteceu, e passa ser protagonista e lucrar títulos, isso aumenta as receitas. A gente tem que recordar que no futebol tem o imponderável, você não tem asserção do que vai suceder", pontuou.
"Tem outros clubes apoiado estruturados, Palmeiras, Flamengo, RB Bragantino, Athletico-PR, que podem ser campeões e baldar a teoria de alongar a récipe com conquistas. Então, é constantemente único risca. Todo projeto tem único risca. Certamente levante é único risca célebre e estimado na esqueleto do Atlético até pela história da famíborras Menin nos negócios. É único problema que o associação precisa começsemblante a resumir os custos de uma récipe menor. A gente só vai depreender o produto desse largo projeto em três, quatros anos, nas horas que as coisas estiverem funcionando. Se possuirá vitória, ou se carecerá repensar um pouco no transporte do estrada", acrescentou.

Manancial: https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/atletico-mg/2021/07/16/noticia_atletico_mg,3925573/economista-diz-que-grande-desafio-de-menin-e-fazer-o-atletico-sustentavel.shtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *