Quantcast
Apoiado por 10 mil torcedores, Corinthians vira sobre o Bahia no Brasileiro - Desportos na Net Web Interstitial Ad Example
4 de Dezembro, 2021

Desportos na Net

Sua dose de Desportos Diário!

Apoiado por 10 mil torcedores, Corinthians vira sobre o Bahia no Brasileiro

5 min read
O reencontro do Corinthians com seu torcedor na Neo Química Arena terminou em festa. O time de Sylvinho derrotou o Bahia, de virada, por 3 a...

O reencontro do Corinthians com seu torcedor na Neo Quípedaço Estádio terminou em sarau. O time de Sylvinho derrotou o Bahia, de viradela, por 3 a 1, na noite desta possuirça-feira, ampliou para dezena jogos a série invicta no Brasileirão e subiu para o aposento local, com 37 pontos. O produto, capturado com único caritativo futebol, principalmente no segundo temporada, deixou alegres os 10 624 torcedores que estiveram na estádio corintiana em seguida de 586 dias distanciado do time do coração. O jogo foi válido pela 24ª rodada e não transporá tão cedo da memória do corintiano.
No avante temporada, Gilberto abriu o placar de pênalti para os baianos, porém os anfitriões empataram com Roger Guedes, também em cobrança de punição, aproveitaram a expulsão de Lucas Araújo e chegaram à viradela na lanço final com gols de Cantillo e Jô. O time de Sylvinho teve complexidade para ultrapassar o tranqueta do oponente quando ambos tinham 11 de cada flanco, porém não encontrou problemas para aquecer o adversário em seguida que ficou com único a mais.

O jogo fluiu e os gols saíram naturalmente, para o delírio da Leal, que comemorou de perto único vitória no estádio em seguida de mais de único ano e sete meses. O último jogo com público na Neo Quípedaço Estádio havia sido o empate com o Predestinado André, lã Paulistão, em 26 de fevereiro de 2020. O Bahia permanece na zona de aviltamento, com 23 pontos. É o avante do quadrilha do descenso e não consegue se isentar do risco da caimento.
A saída que fronteira a rotação faccioso da rastilho para a Neo Quípedaço Estádio pôde recepcionar até 14.600 torcedores, respeitando 30% da aptidão do estádio, porém quase 11 milénio foram à estádio. O entrada mais barato custou R$ 40 (setores setentrião e meridional) e o mais custoso, R$ 650 (torrinha), gerando mensalidade de R$ 520.529,90.

O JOGO 

O torcedor que foi à estádio viu único avante temporada razoável do Corinthians. O time de Sylvinho, escalado com o que tem de melhor, exceto Fábio Santos, preservado por atrição, dominou as ações, criou algumas chances, porém foi pouco incisivo. Encontrou problemas na presença de único Bahia bastante recuado. Foram dezena finalizações dos anfitriões contra duas dos visitantes e único gol para cada flanco, ambos de pênalti, frutos de erros individuais nas duas ocasiões.
O Corinthians conseguiu algumas boas triangulações, pressionou na espeque do engenho do seu quinteto agressivo, porém quem abriu o placar foi o Bahia. Após erecção na área, Gilberto caiu reclamando possuir sido puxado por Lucas Piton, que não jogava há três meses. O árbitro alagoano Denis da Silva Riacho Serafim foi ao monitor do VAR e deu razão ao agressor. Marcou a punição que o próprio Gilberto converteu aos 32 minutos, deslocando Cássio. Foi o nono gol do jogador, presentemente bombeiro do Brasileirão ao flanco de Edenílson, do Inter, e Bruno Henrique, do Flamengo.
Porquê costuma executar, a rastilho corintiana aumentou o tamanho portanto após o gol sofrido, ainda durante a comemoração dos baianos. Sabia da importância para o time e isso ajudou os donos da mansão a inferir o gol de empate, também de pênalti.
No conjuntura, Giuliano chutou em direção ao gol e Lucas Araújo colocou a mão na esfera para bloquear a finalização. O juiz apontou a fronteira da cal sem meditar e expulsou o volante, que recebeu o escarlate cinco minutos em seguida de levar o amarelo. Na cobrança, Roger Guedes deslocou Mateus Claus e empatou o jogo. Foi o aposento gol em cinco partidas do agressor, que tem sido o mais peremptório dos quatro reforços de peso contratados para avigorar a equipe a tema de combater entre os líderes do Brasileirão.
Na saída do gramado, Guedes falou em "dispor erros bobos" e "entrar atado" no segundo temporada. E foi o que o time alvinegro fez. Com uma mudança – Jô na onda de Willian, que foi resfolgar devido à sobrecarga muscular – e excelência numérica, os anfitriões voltaram melhor, mais concentrados e conseguiram a viradela cedo, aos seis minutos.

Fagner cruzou a esfera na primeira trave, onde estava Cantillo. O colombiano desviou de cabeça no esquina inverso de Mateus Claus para balizar seu avante gol lã Corinthians e consumar a viradela. Elevado tecnicamente, numericamente e psicologicamente, o Corinthians fez o que dele se esperava. Colocou a esfera no chão e envolveu o enfermo Bahia. Foram boas triangulações que quase resultaram em gol. Giuliano parou em Mateus Claus, Jô não alcançou interceptação de Renato Augusto e o adolescente Gabriel Pereira quase fez uma quadro em seguida de enfileirar marcadores e chocar em basta do goleiro.
As chances perdidas não fizeram exiguidade porque saiu mais único gol aos 23. Jô balançou as redes pela 28ª turno na mansão corintiana e se isolou uma vez que o maior bombeiro do estádio. No conjuntura, ele aproveitou o rebote de Mateus Claus após pontapé de Gabriel Pereira e mandou para as redes. O estandarte assinalou o pespego inicialmente, porém o VAR confirmou o prudência após rápida análise. Após disso, os donos da mansão administraram a excelência até o silvo final.

CORINTHIANS 3 x 1 BAHIA

CORINTHIANS
Cássio; Fagner, João Victor, Gil e Lucas Piton; Cantillo (Gabriel), Giuliano, Renato Augusto (Luan), Gabriel Pereira (Gustavo Silva) e Willian (Jô); Róger Guedes (Adson)
Técnico: Sylvinho
BAHIA
Mateus Claus; Nino Paraíba, Gustavo Henrique, Luiz Otávio e Juninho Capixaba; Lucas Araújo, Patrick de Lucca, Lucas Mugni (Edson) e Daniel (Luizão); Thonny Anderson (Óscar Ruíz) e Gilberto (Ronaldo César)
Técnico: Diego Dabove
Lugar: Neo Quípedaço Estádio, em São Paulo
Data: possuirça-feira, 5 de outubro
Árbitro: Denis da Silva Riacho Serafim (AL)
GOLS: Gilberto (pênalti), aos 32, e Roger Guedes (pênalti), aos 49min do 1ºT; Cantillo, aos 6, e Jô, aos 23min do 2ºT
Cartão escarlate: Lucas Araújo (Bahia)
Público: 10.470 pagantes (10.624 totalidade)
Foro: R$ 520.529,90

Manancial: https://www.mg.superesportes.com.br/app/noticias/futebol/corinthians/2021/10/05/noticia_corinthians,3941507/apoiado-por-10-mil-torcedores-corinthians-vira-sobre-o-bahia-no-brasileiro.shtml

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *